Vírus que causa febre hemorrágica deixa Saúde em alerta; doença pode ser letal

O Ministério da Saúde está em alerta por causa de um caso de febre hemorrágica causada pelo arenavírus. A vítima é de Sorocaba, interior do estado de São Paulo. O homem de 52 anos teve a doença detectada no dia 30 de dezembro de 2019. Foram feitos inúmeros exames em ao menos 3 hospitais, mas ele faleceu no último dia 11 no Hospital das Clínicas na capital Paulista. Trata-se do primeiro caso no Brasil em 20 anos.

 

Os principais sintomas dessa doença são febre, mal-estar, dores musculares, manchas vermelhas no corpo, dor de garganta, no estômago e atrás dos olhos, dor de cabeça. Posteriormente, o vírus pode atingir a região neurológica do paciente causando confusão mental, alteração de comportamento e convulsões.

 

A doença é transmitida pela urina e fezes de roedores. E pode haver transmissão de pessoa para pessoa se houver contato com as secreções da pessoa doente. Não há vacina contra o vírus e o tratamento atual tenta atenuar os sintomas da doença, que podem durar de 6 a 14 dias, até a recuperação do paciente. Em alguns tratamentos, utiliza-se o antiviral Ribavirina, que é mais eficaz se aplicado na fase inicial da doença.

 

Em função de ser uma doença rara e extremamente letal, o Ministério da Saúde convocou uma reunião com os representantes de todas as partes envolvidas no caso, dos diversos hospitais onde o homem foi internado e está fazendo ações de busca e monitoramento das pessoas que tiveram contato direto com o paciente. O ministério da saúde dará uma coletiva agora à tarde para detalhar as medidas que estão sendo tomadas.

1
Olá,
Podemos ajuda-lo ?
Powered by