9195936518_1c1c617f33_z_1

Vacina contra HPV em meninos ajuda combate ao vírus nos dois sexos

Em entrevista ao Revista Brasília desta quinta-feira (05), a gerente de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria de Saúde do DF, Olga Maíra, disse que o importante é que, quando os meninos são imunizados contra o HPV, se reduz a transmissão para as meninas, ou seja, a longo prazo, a prevenção é para que mulheres e homens não desenvolvam doenças relacionadas ao Papiloma Vírus Humano, que tem a sigla HPV em inglês.

Atualmente as meninas de 9 a 14 anos estão no calendário nacional de vacinação contra o HPV e agora são os meninos de 13 e 14, neste primeiro ano. O Ministério da Saúde pretende ampliar a faixa etária de vacinação dos meninos para 9 a 14 anos também. “É uma estratégia do Ministério da Saúde que tem sido cumprida pela Secretaria de Saúde”, lembra Olga Maíra.